Archive for outubro \28\UTC 2009

Baile dos Coroas – Natal

outubro 28, 2009

Uma sugestão para pessoas na faixa dos 40 anos que vêm a Natal desacompanhadas: há vários anos (pelo menos uns 10), a churrascaria A Carreta promove, aos domingos, o chamado Baile dos Coroas.

A intenção é justamente facilitar que pessoas se encontrem e se conheçam; como todos sabem o propósito do baile, há menos constrangimento. O baile é abertamente anunciado nas rádios de Natal como direcionado aos coroas.

A churrascaria fica em frente ao Shopping Cidade Jardim, a menos de 10 km de Ponta Negra; diversas linhas de ônibus ligam o local a Ponta Negra, e uma corrida de táxi custa pouco mais de R$ 10.

Telefone da churrascaria: (84) 3217-6340; veja a resenha da revista Veja sobre o restaurante A Carreta.

Outra opção, ainda mais próxima de Ponta Negra, é o restaurante Terra do Camarão, no sábado à noite. O restaurante não anuncia abertamente nenhum evento para coroas, mas a frequência maior é de pessoas de meia idade, principalmente de Natal.

Veja mais sobre restaurantes em Natal.

Anúncios

Parapentes em Natal

outubro 26, 2009

Parapentes (em inglês, paragliders) são pára-quedas controláveis que partem do nível do solo e permitem sobrevoos a baixas altitudes.

Parapentes em Natal não são novidade. Desde já há alguns anos, praticantes têm se aproveitado das boas condições de vento da costa natalense para a prática desse esporte, utilizando seus próprios equipamentos.

O vídeo abaixo mostra um vídeo de um voo de parapente sobre a Via Costeira, em Natal.

O que é novidade é que, agora, existem empresas que oferecem um serviço de parapente em Natal. Turistas podem alugar o equipamento, ter instruções e fazer voos com profissionais preparados.

O custo é de R$ 100 por vinte minutos de voo. O instrutor fica nas proximidades do hotel Serhs, no início da Via Costeira, próximo a Ponta Negra.

Marcas mais lembradas de Natal

outubro 23, 2009

O jornal Tribuna do Norte realiza anualmente uma pesquisa para se determinar as marcas mais lembradas de Natal; pesquisadores entrevistam 600 moradores de Natal e perguntam qual a marca que lhes vem a cabeça em diversos segmentos.

Algumas marcas são nacionais, outras são locais; embora a pesquisa não se relacione ao setor turístico, o resultado pode ser útil para quem fique por um período mais prolongado em Natal, ou mesmo para quem queira conhecer um pouco melhor o dia a dia da cidade.

A marca mais lembrada, entre todos os segmentos, foi o Banco do Brasil. No Rio Grande do Norte não existe mais banco local; o antigo Banco de Desenvolvimento do Rio Grande do Norte, Bandern, foi fechado há alguns anos – assim como foram o Bandepe, de Pernambuco, o Paraiban, da Paraíba, o BEC, do Ceará, e todos os outros Estados do Nordeste.

O restaurante mais lembrado foi o Camarões (provavelmente o mais frequentado por visitantes a Natal, particularmente os que vem a negócios), seguido pelo Tábua de Carne (especialidade: carne de sol) e pelo Mangai (restaurante de origem paraibana, especializado em pratos regionais).

No segmento pizzarias, o vencedor foi a Famiglia Reis Magos (nas vezes em que o visitamos, o serviço deixou muito a desejar). No segmento lanchonetes, o vencedor fo o Pittsburg, uma marca de Natal (cujos sanduíches são diferentes dos da McDonald’s, Bobs e Burger King, que também operam em Natal).

Procurando por imóveis em Natal? A construtora mais lembrada foi Ecocil, e a corretora foi a Abreu.

Supermercado: Nordestão (o Nordestão se orgulha de sua origem local; em Natal, há também Carrefour, Extra, Hiper, Wal-Mart e outros grandes grupos). Shopping Center: Midway Mall. Farmácia: Globo Guararapes. Revelação de fotos: Suisse Color (presente em todos os grandes shoppings de Natal).

Veja relação completa das marcas Top of Mind de Natal 2009.

Restaurantes em Natal: Mazzano

outubro 22, 2009

O Mazzano tem localização excelente: na avenida RobertoFreire, próximo à Rota do Sol, próximo aos principais hoteis de Ponta Negra.

mazzano

O restaurante fica dentro de um ambiente estilo casarão, com ar condicionado, algumas mesas ao ar livre, mezanino; os dois fornos de pizza ficam à mostra dos clientes. O restaurante tem estacionamento próprio (para uns quinze carros), e as ruas laterais em geral têm vagas livres (o que é cada vez mais uma raridade em Natal).

restaurante-mazzano

O forte do cardápio são as carnes e pizzas; há também a escolha de peixes, massas e frutos do mar.

A aparência rebuscada do restaurante, assim como a boa localização, passam a impressão de que o Mazzano é um restaurante mais caro do que na verdade é. Isso talvez explique por que, enquanto alguns restaurantes vizinhos estão lotados, com fila de espera (o Mazzano fica próximo ao Camarões, ao Veleiros, ao Pinga Fogo, ao Only Pizza, entre outros restaurantes conhecidos de Natal), o Mazzano tem um clima de tranquilidade.

O prato abaixo é medalhão de filé enrolado com bacon ao molho roti; acompanha arroz branco (ou à grega) e batatas fritas. Serve muito bem a duas pessoas (são 4 medalhões de bom tamanho). A conta, incluindo também uma jarra de suco de laranja e dois cafés, saiu por R$ 60.

mazzano-file

Fica a sugestão para quem busca, em Natal, um restaurante bem localizado, com boa comida, preço justo, ambiente agradável.

Machadinho, Natal

outubro 19, 2009

O estádio de futebol mais conhecido de Natal é o Machadão, que é administrado pelo município; o Machadão atualmente (desde que o ABC inaugurou estádio próprio, o Frasqueirão) recebe jogos do América e do Alecrim.

Ao lado do Machadão localiza-se seu irmão caçula, o ginásio Humberto Nesi, unanimemente conhecido como Machadinho. Se Natal conseguir superar os obstáculos e realizar a Copa do Mundo de 2014, então tanto o Machadão como o Machadinho deverão ser demolidos, para a construção da nova Arena das Dunas (várias pessoas opõem-se à demolição do Machadão, argumentando que com isso Natal perderia parte de seu patrimônio histórico e cultural).

Caso se confirme a demolição, ficam aí abaixo algumas fotos registrando o Machadinho, tiradas durante o Campeonato Brasileiro de Karatê que lá ocorreu nesse último final de semana.

machadinho-machadao

A foto acima mostra o Machadinho em primeiro plano e o Machadão ao fundo. Como se percebe, ambos têm projetos arquitetônicos semelhantes, de forma a manter uma harmonia. Por esse contorno ao largo do Machadão e Machadinho, passam os trios elétricos que desfilam no Carnatal.

machadinho-natal

machadinho

As fotos acima mostram o interior do Machadinho (a foto inferior foi tirada da área VIP, que é liberada em alguns eventos).

Caso o Machadinho venha de fato a ser demolido, ficam aí as fotos para registro histórico.

Azul anuncia voo Natal Campinas

outubro 17, 2009

A companhia aérea Azul anunciou que, a partir de 1 de dezembro, passará a operar voos diários diretos entre os aeroportos Augusto Severo, em Natal, e Viracopos, em Campinas. A empresa não voará diretamente para os aeroportos da capital de São Paulo (Congonhas e Cumbica), mas oferece ônibus executivos que ligam Campinas a alguns pontos estratégicos de capital – percurso coberto em aproximadamente 1h30 min (ver mais sobre ônibus da Azul).

azul-voo-natal-campinas

A tarifa promocional anunciada é de R$ 199 por trecho (com algumas condições, como marcação de ida e volta, antecedência de reserva de 30 dias, etc).

A previsão é que o voo saia de Campinas às 10 da manhã, e saia de Natal às 12h50 da tarde (já no horário de verão).

A Azul dá continuidade a seu projeto de expansão; incluindo agora Natal, a empresa estará operando em 15 cidades do Brasil; no Nordeste, os voos já alcançam Recife, Salvador, Fortaleza e Maceió.

A rota Natal-Campinas será operada também por aeronaves da Embraer (Emb 190 ou Emb 195). Uma singularidade da Azul é que, como as aeronaves são menores, as fileiras não tem cadeiras no meio, proporcionando mais conforto e privacidade. Outra inovação é a tarifa Azul Flex Pass, na qual, mediante acréscimo na tarifa, o passageiro sentará em poltrona com alguns centímetros a mais de espaço frontal.

Veja mais dicas importantes sobre a Azul.

Hotel Thermas – Mossoró

outubro 11, 2009

Na década de 1970, a Petrobrás buscava petróleo na região de Mossoró (hoje, o Rio Grande do Norte é o Estado que mais produz petróleo em terra no Brasil, e Mossoró é a base de operações da Petrobrás no Estado – ver História da Petrobrás no Rio Grande do Norte).

Em alguns dos poços perfurados, encontrou-se não petróleo, e sim águas termais; em vez de fechar e isolar os poços, como é habitual nessa indústria, resolveu-se dar uma exploração comercial a esses poços d’água. Essa foi a origem do Hotel Thermas, inaugurado em 12 de janeiro de 1979; o hotel foi financiado e inicialmente administrado pelo Governo do Estado, que decidiu privatizá-lo nos anos 90.

hotel-thermas

A idéia foi explorar as potencialidades das águas termais, o que traria um grande crescimento econômico para a cidade. Atualmente, o hotel atrai curiosos, turistas e pacientes vêm até Mossoró para se banhar nas 14 piscinas de variadas temperaturas do Thermas.

Recentemente, o hotel foi visitado por empresários que exploram esse segmento de águas termais. Segundo eles, o Thermas tem vantagens em relação a locais turísticos similares, como a proximidade do mar (o Thermas localiza-se a aproximadamente 50 km do litoral; praticamente todas as outras localidades de águas termais do Brasil, como Caldas Novas e Caxambu, são afastadas da costa) e a composição mineral das águas (à base de sódio, potásio, cálcio e magnésio, elementos que trazembenefícios para a saúde).

A água quente provoca dilatação dos vasos sanguíneos e aumenta a circulação. Os exercícios podem ser realizados por qualquer faixa etária e proporcionam uma série de melhorias na qualidade de vida das pessoas. As águas termais contribuem para amenizar diversos problemas de intestino, pele, reumatismo, artrite, artrose, estresse, insônia, coordenação motora, postura e aumenta a capacidade respiratória.

Festa do Boi – Parnamirim

outubro 10, 2009

Será aberta oficialmente hoje a 47ª edição da Festa do Boi; além de ser um dos mais tradicionais (quase cinquenta anos ininterruptos), a Festa é também um dos eventos mais populares do Estado: estima-se a presença de 400 mil pessoas.

A Festa do Boi realiza-se no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim; o parque localiza-se na divisa entre Parnamirim e Natal, bem próximo ao aeroporto de Natal.

O evento originou-se como encontro de profissionais do setor agropecuário: criadores e compradores de animais, fabricantes de máquinas e equipamentos, vendedores de rações e remédios para animais.  Nesse gênero, a Festa do Boi é ainda o maior encontro do país.

Nos últimos anos, entretanto, a programação da Festa alterou-se bastante, de forma a atrair público mais diverso. Hoje, a Festa do Boi tornou-se evento para todas as pessoas; a principal atração é a apresentação de bandas de forró; barraquinhas de comidas e lanches são espalhadas pelo parque; um grande parque de diversões é montado para as crianças.

festa-do-boi

Ingressos: R$ 3 inteira e R$ 1,50 a meia; até as 13 horas, entrada franca (a fim de estimular a presença de crianças e escolas – o evento é excelente oportunidade para que crianças criadas em cidades vejam animais como cavalos, cabras, vacas).

Hoteleiros de Pipa protestam contra insegurança

outubro 6, 2009

Reportagem da Tribuna do Norte de hoje informa que os donos de hoteis em Pipa protestam contra a insegurança da vila; “preocupados, os hoteleiros de Pipa e Tibau do Sul solicitaram uma audiência com a governadora Wilma de Faria para expressar o seu descontentamento com a política de segurança na praia.”

pipa-praia

Os empresários argumentam que o Governo tem sido displicente no trato da questão da segurança. Apesar de sucessivos relatos de crimes (como esse e esse) e tráfico de drogas, a vila ainda não dispõe sequer de um Delegado de plantão em finais de semana.

Para diminuir os problemas, os empresários se veem obrigados a contratar segurança privada; o número de vigilantes privados supera em muito o número de policiais. Isso, contudo, além de não resolver por completo o problema (pois os vigilantes andam em geral desarmados, e não tem a mesma autoridade que a polícia), acaba por encarecer o custo para os hoteleiros (a reportagem informa que um dos hoteis de Pipa tem 18 seguranças) e para hóspedes.

A violência é fator que certamente contribui para diminuição na visitação a Pipa. Às vésperas desse feriado de 12 de outubro, a expectativa é que a ocupação dos 4.500 leitos de Pipa fique na faixa de 30 a 40% (o que pode ser boa oportunidade para turistas próximos, de João Pessoa e Recife ou mesmo Maceió, aproveitarem para visitar Pipa).

Os hoteleiros aproveitarão o encontro para discutir também melhorias na infra-estrutura de Pipa e Tibau. O anel viário da Pipa, que permitirá maior fluidez na ligação entre a BR-101 e Goianinha, começou a ser construído em 2007 e até hoje não foi finalizado. A Caern (empresa de águas e esgotos do RN) também está em atraso na expansão do sistema de saneamento básico.  Os empresários estão investindo para ampliar a capacidade hoteleira de Pipa para 7.500 leitos.

Feriado no RN relembra mártires de Uruaçu e Cunhaú

outubro 2, 2009

O dia 3 de outubro é, desde 2006, feriado estadual no Rio Grande do Norte, para comemoração do Dia dos Bem-Aventurados Mártires de Cunhaú e Uruaçu.

Em 16 de julho de 1645, o padre André de Soveral e setenta fiéis católicos  participavam de uma missa dominical da Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú, município de Canguaretama quando foram atacados e cruelmente mortos por centenas de índios potiguares, sob o comando de militares holandeses.

Canguaretama é um dos municípios potiguares mais próximos à divisa com a Paraíba; quem passa pela BR-101 não pode deixar de notar, na entrada para Canguaretama, um pequeno monumento com menção aos mártires.

Algumas semanas depois, em 3 de outubro de 1645, aconteceu outro massacre, no qual 80 pessoas foram mortas por holandeses; entre os mortos, ficou o registro do camponês Mateus Moreira, que teria tido o coração arrancado pelas costas por negar-se a renunciar ao catolicismo. Esse massacre aconteceu na Comunidade Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante, distante de Natal 18 km.

Em 1989, o Vaticano formalizou o processo de beatificação dos mártires. Em dezembro de 1998, o papa João II assinou o decreto reconhecendo o martírio de 30 brasileiros, sendo dois sacerdotes e 28 leigos; em 5 de março de 2008, o Papa celebrou a beatificação dos primeiros mártires brasileiros.

igreja-dos-martiresEm São Gonçalo do Amarante, principalmente a partir da lei que intituiu o feriado, toda a semana que antecede o 3 de outubro é celebrada com diversas festas e procissões;  o principal evento é a encenação do Auto dos Mártires, que reúne 80 atores da própria comunidade, e que a cada ano vem ganhando em produção e em audiência.

O feriado e a celebração não são unanimidade no Estado. Veja como os católicos descrevem o episódio dos mártires; veja como não-católicos criticam a instituição do feriado.