Posts Tagged ‘copa do mundo’

Poucos profissionais do turismo falam inglês em Natal

março 28, 2011

O Diário de Natal publicou uma reportagem mostrando que poucos profissionais do turismo falam inglês em Natal. Esse fato é percebido por todos que andam pelos restaurantes, hoteis, meios de transporte, etc da cidade, o que o jornal fez foi comprovar a percepção na prática.

Uma repórter do jornal percorreu pontos turísticos da cidade fingindo que falava apenas inglês, e enfrentou dificuldades para obter serviços prosaicos, como tomar um cafezinho, acertar uma corrida de táxi, comprar artesanato, etc (ver relato).

Há alguns anos, Natal teve um repentino crescimento no número de turistas da Escandinávia (Suécia, Finlândia, etc), e os hotéis se viram cheios de estrangeiros falando inglês – e não sendo compreendidos; em anos recentes, o número de turistas caiu tão abruptamente quanto havia crescido (ver reportagens aqui e aqui).

Embora empresários procurem culpar a valorização cambial pela queda, é certo que o despreparo dos profissionais do turismo também teve seu peso; por que um sueco iria a um país onde até pedir um copo d’água é uma dificuldade, se ele pode visitar outras praias igualmente belas no Caribe ou na Ásia, onde a maioria das pessoas preparou-se para falar inglês?

E o problema não é apenas nos serviços privados, como hoteis e restaurantes; muitos turistas reclamam da falta de sinalização nas ruas em inglês (ou mesmo em espanhol), da falta de folhetos em outras línguas (até mesmo o site oficial da Secretaria de Turismo de Natal é escrito apenas em Português), da falta de centros de informação multi-língues.

As autoridades informam sempre que estão tomando as medidas cabíveis, mas pouco se percebe de concreto (algo equivalente, por exemplo, a essa iniciativa dos pequenos hoteis do Rio de Janeiro).

Com a Copa do Mundo se aproximando, Natal deveria se preocupar seriamente com essa questão.

Atualização: achei algumas boas notícias aqui e aqui; vamos torcer para que projetos como esse avancem.

Mais obstáculos para a Copa 2014 em Natal

setembro 27, 2009

É inegável que existe grande apoio da população e da classe política para que Natal de fato sedie algumas partidas da Copa do Mundo de 2014; entretanto, há uma série de obstáculos que precisam ser removidos para que esse sonho se concretize.

Em outro post, foi mencionado que o Ministério Público apresentou questionamentos jurídicos quando ao projeto da Copa; esses questionamentos derivam da forma como o Governo está buscando parceiros para financiar o projeto, o que por sua vez deriva da conhecida falta de recursos financeiros oficiais para financiar uma obra de tal monta.

Hoje, nova reportagem da Tribuna do Norte levanta questionamentos técnicos em relação ao projeto da Arena das Dunas. O jornal entrevistou um Deputado Estadual com formação em engenharia, que afirma que o projeto até aqui foi feito sem que alguns levantamentos técnicos fossem efetuados; o próprio CREA (Conselho Regional de Engenharia), durante um Fórum de Discussão, teria apresentado algumas dúvidas que não foram respondidas.

Segundo ele, por exemplo, “o que se sabe é que hoje existe apenas uma maquete de computador, mas não se conhece o projeto de arquitetura e quem assinou, o projeto de engenharia civil, estrutural, hidrosanitária e elétrica”.

Não se planejou como será efetuada a remoção dos entulhos do Machadão, após sua planejada demolição (o Rio Grande do Norte é a única sede da Copa que planeja demolir um estádio já existente e construir outro em seu lugar); segundo cálculos, seriam gerados 16 mil metros cúbicos de concreto, o que requereria, em primeiro lugar, uma enorme frota de caminhões para seu transporte e, em segundo lugar, que se encontrasse um local onde se pudesse depositar o material.

Não se pensou na forma como se faria nem o fornecimento de água para o complexo, nem como ela seria posteriormente tratada; todas as hipóteses aventadas (lagoa de captação, emissário marinho, despejo no rio Potengi) têm potenciais impactos ecológicos e por isso exigem prévia análise e aprovação dos órgãos ambientais.

O trânsito é outro problema sério. A área do Machadão e do Centro Administrativo já é, por conta da localização central, uma das regiões com maior problemas de trânsito em Natal. Como a Fifa exige que seja disponibilizado um  número enorme de vagas, torna-se uma incógnita conciliar essas exigências com o já tumultuado quadro da região.

Será necessário muito trabalho para trazer a Copa para Natal.