Posts Tagged ‘ponta negra’

Hospedagem por temporada em Natal

junho 7, 2011

Estive semana passada em Natal, e procurando por acomodação em Ponta Negra deparei-me com o Flat Pousada da Praia.

Embora não fique à beira-mar (veja relação dos hoteis em Ponta Negra à beira-mar), é bem localizado: bem defronte à famosa Feirinha de Ponta Negra, com ônibus para todos os lados, a uma caminhada de distância de shoppings como o Praia Shopping (removi o link, pois o site tem som) e o Vilarte, com acesso a pé até a praia de Ponta Negra (a volta é uma caminhada ladeira acima), vizinho a bons restaurantes como o Farofa d’Agua, o Pinga Fogo, o Camarões e o Only Pizza.

A diária na baixa temporada foi R$ 69 (sem café da manhã), e seria de R$ 59 caso ficássemos quatro ou mais noites; esse preço já é bastante competitivo, dada a localização e as características do flat.

Mas as tarifas são ainda mais vantajosas para quem pagar a taxa de mensalista: o site informa que os preços começam a partir de R$ 600 mais energia, para quem fica por no mínimo três meses na baixa temporada, e o recepcionista informou que, para ficar apenas um mês, o preço fica ao redor de R$ 800 mais energia.

O flat é na verdade apenas um quarto com banheiro, mas mobiliado com cama de casal, geladeira, fogão, pia, uma mesinha de parede e todos os utensílios de cozinha (panelas, talheres, pratos, etc); os hóspedes podem comprar comida em supermercados e prepará-los no próprio apartamento, economizando com refeições em restaurantes.

Para quem precisa de mais espaço, existe outro flat, o Praia Apart Hotel, com dois quartos e todo o mobiliário; os preços são um pouco mais altos, ao redor de R$ 900, mas o espaço é maior. Entretanto, esse hotel fica em uma região mais isolada de Ponta Negra, e os quartos são muito mais empoeirados.

De qualquer forma, fica a informação. Em vários dos hoteis de Natal, uma semana já custa mais do que ficar um mês inteiro nesses flats. Para quem abre mão de um pouco de mordomia para fazer uma grande economia, é uma boa opção.

Bairros de Natal

setembro 11, 2009

Para brasileiros de outros Estados, provavelmente o bairro mais conhecido de Natal é Ponta Negra, onde fica localizada a praia de mesmo nome (e também o Morro do Careca); a praia de Ponta Negra é a região de orla do bairro de Ponta Negra – os Altos de Ponta Negra é uma área do bairro que se localiza colina acima.

bairros de Natal - mapa

Saindo de Ponta Negra, há dois caminhos. Um deles é o que margeia a Via Costeira; como não há nada nessa via além de alguns hotéis e o Parque das Dunas, sequer se considerou isso um bairro (não há ruas transversais à via Costeira).

Saindo de Ponta Negra pela outra borda do Parque das Dunas, o primeiro bairro é Capim Macio (o Praia Shopping localiza-se aproximadamente na divisa entre Ponta Negra e Capim Macio). Capim Macio é o bairro onde se paga o IPTU mais caro de Natal; o bairro tem baixa densidade de construções verticais, por que a infra-estrutura (esgotos, ruas, etc) era precária até há pouco, e por isso a legislação impedia a expansão vertical. Recentemente, contudo, o bairro vem sendo tomado por construções de alto padrão.

Seguindo adiante, o próximo bairro é Cidade Jardim, onde se encontra o shopping de mesmo nome, já à beira da BR-101. Seguindo pela BR em direção oposta à cidade, passa-se pelo bairro de Neópolis e daí para aeroporto, já na cidade vizinha de Parnamirim.

Seguindo pela BR em direção ao centro, tem-se um conglomerado formado pelos bairros de Lagoa Nova, Candelária e Nova Descoberta; chamo a isso conglomerado porque as separações entre eles não são bem definidas, e porque o padrão de urbanização, construções, serviços, etc é semelhante em toda a área. Esse conglomerado abriga o Natal Shopping, o Centro Administrativo do Governo do RN (onde trabalham a Governadora e os principais secretários), o estádio Machadão (nas redondezas do qual ocorre o Carnatal), a UFRN, etc.

Seguindo em diante, chega-se a outro conglomerado, dessa vez composto pelos bairros de Barro Vermelho, Petrópolis e Tirol. É nesses bairros que a classe rica tradicional de Natal vive. Nessa área, existe a maior concentração de serviços (médicos, hospitais, advogados, arquitetos), lojas de grife e apartamentos de alto padrão de Natal; vários dos melhores restaurantes de Natal estão localizados nesses bairros. Como não tem muitos atrativos turísticos, esse conglomerado é pouco conhecido por turistas.

O centro antigo de Natal é vizinho ao Tirol, e é também chamado de cidade alta – pois todos esses bairros são localizados o topo de uma colina, originalmente uma duna. O centro de Natal é eminentemente comercial, com lojas e serviços populares; há grande fluxo de pessoas – inclusive turistas – durante o dia, mas o local fica deserto à noite.

Muitos pontos turísticos de Natal localizam-se na Cidade Alta, como a praça e a igreja onde a cidade foi fundada, o Memorial Câmara Cascudo (não confundir com o Museu Câmara Cascudo, que fica no Tirol), diversas casas antigas, etc.

Da Cidade Alta ou de Petrópolis, deve-se descer para chegar à praia. Descendo-se de Petrópolis, passa-se pela Ladeira do Sol (provavelmente a mais bela vista de Natal) e chega-se à Praia do Meio.

Descendo-se da Cidade Alta, chega-se primeiro à Ribeira, bairro que tem esse nome porque, até meados do século passado, era tomado por lagos e ribeirões. A Ribeira hoje concentra diversos órgãos públicos (Receita Federal, Procon, etc), alguns locais turísticos e históricos (Teatro Alberto Maranhão, Casa da Ribeira, etc), alguma vida noturna (nos casarões da Avenida Chile); na Ribeira está também o Porto de Natal (muito pouco usado para turismo).

E da Ribeira, chega-se ao Bairro das Rocas (predominantemente classe baixa), e daí até a Praia do Forte (na extremidade da qual se encontra o Forte dos Reis Magos), e daí até a Praia do Meio e dos Artistas.

Daqui, toma-se a Via Costeira, passa-se pela praia de Areia Negra (onde se está erguendo um seleto número de apartamentos de alto luxo) e pelo bairro de Maria Luíza (onde se localiza o Farol, bairro considerado o mais violento de Natal) e chega-se novamente à Ponta Negra, fechando o ciclo. Está feito um tour pelos bairros de Natal.