Posts Tagged ‘turismo’

Poucos profissionais do turismo falam inglês em Natal

março 28, 2011

O Diário de Natal publicou uma reportagem mostrando que poucos profissionais do turismo falam inglês em Natal. Esse fato é percebido por todos que andam pelos restaurantes, hoteis, meios de transporte, etc da cidade, o que o jornal fez foi comprovar a percepção na prática.

Uma repórter do jornal percorreu pontos turísticos da cidade fingindo que falava apenas inglês, e enfrentou dificuldades para obter serviços prosaicos, como tomar um cafezinho, acertar uma corrida de táxi, comprar artesanato, etc (ver relato).

Há alguns anos, Natal teve um repentino crescimento no número de turistas da Escandinávia (Suécia, Finlândia, etc), e os hotéis se viram cheios de estrangeiros falando inglês – e não sendo compreendidos; em anos recentes, o número de turistas caiu tão abruptamente quanto havia crescido (ver reportagens aqui e aqui).

Embora empresários procurem culpar a valorização cambial pela queda, é certo que o despreparo dos profissionais do turismo também teve seu peso; por que um sueco iria a um país onde até pedir um copo d’água é uma dificuldade, se ele pode visitar outras praias igualmente belas no Caribe ou na Ásia, onde a maioria das pessoas preparou-se para falar inglês?

E o problema não é apenas nos serviços privados, como hoteis e restaurantes; muitos turistas reclamam da falta de sinalização nas ruas em inglês (ou mesmo em espanhol), da falta de folhetos em outras línguas (até mesmo o site oficial da Secretaria de Turismo de Natal é escrito apenas em Português), da falta de centros de informação multi-língues.

As autoridades informam sempre que estão tomando as medidas cabíveis, mas pouco se percebe de concreto (algo equivalente, por exemplo, a essa iniciativa dos pequenos hoteis do Rio de Janeiro).

Com a Copa do Mundo se aproximando, Natal deveria se preocupar seriamente com essa questão.

Atualização: achei algumas boas notícias aqui e aqui; vamos torcer para que projetos como esse avancem.

Ônibus turístico em Natal

março 25, 2010

A Secretaria Municipal de Turismo de Natal propôs, e a Câmara Municipal de Natal aprovou, no início desse mês, a implementação da chamada Linha Turismo.

Embora detalhes dos ônibus não tenham sido divulgados, provavelmente seguirão o modelo existente em Fortaleza há alguns anos: os ônibus da linha Jardineira têm ar condicionado, amplas janelas e bancos mais confortáveis que os ônibus urbanos comuns.

A foto abaixo mostra os ônibus Jardineira de Fortaleza:

A Linha Turismo oferecerá  informações sobre os locais visitados em três idiomas: português, inglês e espanhol. Os ônibus contarão com sistema de câmeras em circuito interno que garantirão a segurança.

O roteiro estabelecido, a partir da Via Costeira, passará pelo Farol de Mãe Luiza, Centro de Artesanato da Praia do Meio, Centro de Turismo, Praça das Flores, Canto do Mangue, Mercado da Redinha, Fortaleza dos Reis Magos, Teatro Alberto Maranhão, Catedral Metropolitana, Centro Histórico, Horto Florestal, Parque das Dunas, shopping Midway Mall, Estádios Machadão e Machadinho, Natal Shopping, Praia Shopping e Cento de Artesanato de Ponta Negra.

Melhorias no trânsito de Pipa

fevereiro 26, 2010

Não há dúvidas de que Pipa é um dos locais mais atrativos do Nordeste e do Brasil.

Entretanto, é bem sabido também que esse rápido crescimento trouxe uma série de problemas ao vilarejo. Por exemplo, observaram-se nos últimos anos diversos casos de violência, de degradação ambiental, de uso de drogas, etc. (para acompanhar os problemas de Pipa, visite Pipa TeVê).

Alguns desses problemas podem até passar despercebidos para alguns visitantes (quem se hospeda num hotel de alto padrão, à beira-mar, com todos os serviços inclusos, pode não sentir nenhum desses contratempos mencionados), mas há uma deficiência em Pipa que todos percebem: o trânsito.

O entroncamento da BR-101, em Goianinha, de onde se faz o acesso a Tibau do Sul, e daí para Pipa, é caótico; a rodovia passa no meio da cidade, e os pedestres e veículos locais têm que compartilhar o espaço com aqueles que cruzam a cidade. Chegando a Pipa, a situação não melhora, pois as ruas são estreitas, e os espaços são densamente ocupados; deslocar-se de carro, encontrar estacionamento e fazer manobras em Pipa exigem paciência dos motoristas.

Felizmente, há esperanças de que esse quadro mude.

O Governo Federal espera concluir esse ano (ano de eleições federais e estaduais, ou seja, ano de inaugurar obras) os trabalhos de duplicação da BR-101, no trecho entre Natal e Maceió (passando por João Pessoa e Recife).

No Rio Grande do Norte, aproximadamente metade das obras está concluída; o trecho com mais atrasos é justamente o de Goianinha, onde houve discussões sobre o valor das indenizações – hoje, o trânsito em Goianinha está ainda mais confuso do que costumava ser.

Com a conclusão das obras, entretanto, o quadro deve mudar. A BR será alargada no trecho que passa dentro da cidade; a sinalização será toda refeita; prevê-se a construção de passarelas. Para facilitar o acesso a Pipa, serão construídos dois grandes elevados, um em cada lado da BR nas saídas de Goianinha; a intenção é que os motoristas façam os retornos por baixo dos elevados, e daí retornem e peguem a entrada para Tibau do Sul (optou-se por essa solução, em vez de apenas um grande viaduto no meio de Goianinha, porque o fluxo é grande tanto vindo de João Pessoa como vindo de Natal).

Ao mesmo tempo, o Governo do RN informou que pretende investir na estrada que liga Goianinha a Tibau do Sul (atualmente, estreita, com curvas e vegetação lateral) e também na que liga Tibau do Sul a Pipa (já em boas condições, é a estrada que passa ao lado do mirante do chapadão, um dos locais favoritos para fotos).

E mais recentemente, foi anunciada a formalização de um convênio entre Pipa e o Ministério do Turismo, a fim de se reurbanizar a avenida principal do vilarejo, a famosa Baía dos Golfinhos (essa é a rua de entrada em Pipa, que concentra muitos dos hoteis e serviços da vila).

Agora, resta torcer para que todos esses planos se concretizem.

Baile dos Coroas – Natal

outubro 28, 2009

Uma sugestão para pessoas na faixa dos 40 anos que vêm a Natal desacompanhadas: há vários anos (pelo menos uns 10), a churrascaria A Carreta promove, aos domingos, o chamado Baile dos Coroas.

A intenção é justamente facilitar que pessoas se encontrem e se conheçam; como todos sabem o propósito do baile, há menos constrangimento. O baile é abertamente anunciado nas rádios de Natal como direcionado aos coroas.

A churrascaria fica em frente ao Shopping Cidade Jardim, a menos de 10 km de Ponta Negra; diversas linhas de ônibus ligam o local a Ponta Negra, e uma corrida de táxi custa pouco mais de R$ 10.

Telefone da churrascaria: (84) 3217-6340; veja a resenha da revista Veja sobre o restaurante A Carreta.

Outra opção, ainda mais próxima de Ponta Negra, é o restaurante Terra do Camarão, no sábado à noite. O restaurante não anuncia abertamente nenhum evento para coroas, mas a frequência maior é de pessoas de meia idade, principalmente de Natal.

Veja mais sobre restaurantes em Natal.

Hoteleiros de Pipa protestam contra insegurança

outubro 6, 2009

Reportagem da Tribuna do Norte de hoje informa que os donos de hoteis em Pipa protestam contra a insegurança da vila; “preocupados, os hoteleiros de Pipa e Tibau do Sul solicitaram uma audiência com a governadora Wilma de Faria para expressar o seu descontentamento com a política de segurança na praia.”

pipa-praia

Os empresários argumentam que o Governo tem sido displicente no trato da questão da segurança. Apesar de sucessivos relatos de crimes (como esse e esse) e tráfico de drogas, a vila ainda não dispõe sequer de um Delegado de plantão em finais de semana.

Para diminuir os problemas, os empresários se veem obrigados a contratar segurança privada; o número de vigilantes privados supera em muito o número de policiais. Isso, contudo, além de não resolver por completo o problema (pois os vigilantes andam em geral desarmados, e não tem a mesma autoridade que a polícia), acaba por encarecer o custo para os hoteleiros (a reportagem informa que um dos hoteis de Pipa tem 18 seguranças) e para hóspedes.

A violência é fator que certamente contribui para diminuição na visitação a Pipa. Às vésperas desse feriado de 12 de outubro, a expectativa é que a ocupação dos 4.500 leitos de Pipa fique na faixa de 30 a 40% (o que pode ser boa oportunidade para turistas próximos, de João Pessoa e Recife ou mesmo Maceió, aproveitarem para visitar Pipa).

Os hoteleiros aproveitarão o encontro para discutir também melhorias na infra-estrutura de Pipa e Tibau. O anel viário da Pipa, que permitirá maior fluidez na ligação entre a BR-101 e Goianinha, começou a ser construído em 2007 e até hoje não foi finalizado. A Caern (empresa de águas e esgotos do RN) também está em atraso na expansão do sistema de saneamento básico.  Os empresários estão investindo para ampliar a capacidade hoteleira de Pipa para 7.500 leitos.

Rio Grande do Norte investe na divulgação turística

agosto 12, 2009

O Estado do Rio Grande do Norte, um dos principais destinos turísticos do Brasil, quer mostrar para o mundo que tem muito mais que sol e mar para oferecer aos turistas.

Somente nos primeiros meses de 2009, o investimento do Governo do Estado em campanhas de divulgação e na participação em feiras e eventos no exterior soma mais de R$ 1 milhão; esse  montante é parte dos R$ 10 milhões anunciados pela governadora Wilma de Faria para divulgação turística do Rio Grande do Norte ao longo deste ano.

O objetivo é atingir novos mercados emissores e chamar a atenção para outros atrativos locais, com foco nos turistas de maior poder aquisitivo, que continuam gastando com viagens mesmo em meio à atual crise financeira mundial.

O presidente da Empresa de Promoção do Turismo do Rio Grande do Norte (Emprotur), Armando José, explica que as campanhas já começaram desde dezembro do ano passadod e foram intensificadas em 2009, chamando a atenção para outros atrativos locais, além das belas praias e das conhecidas dunas de Genipabu.

‘‘Estamos divulgando a beleza de outros destinos potenciais, apostando em lugares exóticos como Pipa, Galinhos e São Miguel do Gostoso, e também apresentando nossa estrutura para receber eventos corporativos e para o turismo náutico, de aventura, nossa cultura, história e culinária’’, explica.

O material de divulgação internacional é bastante rico. Ilustra desde as Serras de Martins e Florânia às inscrições rupestres do Lajedo do Soledade, passando por praias mais badaladas como Ponta Negra e Pipa e pelas ainda desconhecidas pelos estrangeiros como Galinhos e Camurupim.

A campanha inclui ainda a promoção  de peças publicitárias em revistas de bordo de grandes companhias aéreas internacionais, em revistas e sites especializados em turismo. O material, produzido em vários idiomas, está sendo veiculado na Alemanha, Holanda, Suécia, Estados Unidos e Portugal. O custo, apenas com a produção e veiculação das peças é de R$ 650 mil.

Haverá campanhas específicas em alguns países da Europa. ‘‘Na Espanha, por exemplo, fizemos apresentações de palestras e workshops sobre  Rio Grande do Norte, mostrando que além das belezas naturais, que permitem a realização de esportes náuticos e outros tipos de atividades ligadas ao turismo de aventura, estamos preparados para receber grandes eventos’’, informa Armando José, da Emprotur. Em Portugal, segundo ele, o governo patrocinou a vinda de jornalistas especializados em turismo, que produziram matérias em alguns dos principais veículos de comunicação lusitanos (atualização: Natal também fez investimentos de divulgação em Portugal).

Embora a Europa seja o principal pólo emissor de turistas estrangeiros para o Estado, o mercado norte-americano também está merecendo atenção especial. No mês de julho, o Rio Grande do Norte investiu em  anúncios publicados mensalmente na revista de bordo da American Airlines. ‘‘Nós ainda não temos voos diretos dos Estados Unidos para Natal, mas podemos ser beneficiados pelos voos que chegam a Recife e Fortaleza e credenciar o Estado a ter sua própria linha’’, afirma a gerente de promoção internacional da Emprotur, Gina Robinson.